23 setembro 2013

Hair inspiration: Colorful


Quem me conhece sabe que eu sou apaixonada por cabelos coloridos. Não sei se cheguei a comentar isso aqui no blog, mas sei que qualquer dia desses vou pintar meu cabelo de rosa clarinho, para parecer -literalmente- um algodão doce. Bom para isso falta a autorização da minha mãe e um cabelo um pouco mais forte para receber a descoloração (e dinheiro). Afinal para a tinta pegar bem o cabelo tem estar numa cor suuper clara. E enquanto eu espero, resolvi separar algumas imagens do we♥it, algumas inspirações. Ó:







Mas agora, me contem. Quem aí tem vontade de pintar o cabelo também? E de qual cor?

15 comentários Postado por Mayara Vianar às 18:49
18 setembro 2013

O dia em que te conheci.

Eu estava no ônibus viajando janela a fora. Tentando imaginar o como seria a vida daqui a alguns anos. É eu tenho essa mania de ficar imaginando o que pode nunca acontecer. Todo mundo tem!
Mal pude perceber quando você sentou ao meu lado e me deu bom dia. Respondi tão baixo, que tive a impressão que não tivesse ouvido.
Você sorriu. Eu sorri. E por um segundo achei que meu coração iria parar, ou sair pela boca. Outra mania minha: Me apaixonar muito rápido por pessoas que eu mal conheço, e vocês sabem, nunca dá coisa boa. Não para mim.
Não posso dizer que foi assim paixão. Só senti algo a mais, algo que me fazia feliz.
-Huum, posso atrapalha-la? Gostaria de saber seu nome.
Muito educado -pensei- Clarie.
-Você estava tão distraída, me pergunto o que estava pensando.
-Nada demais. No futuro, talvez. Tenho medo do que possa vir.
-Sabe, também penso no futuro. Parece meio incerto, mas é tão bom. O futuro parece um monstro de sete cabeças para alguns, mas não é tudo isso. O que estamos vivendo agora é o futuro que tínhamos medo no passado.
Me virei para olhar para a janela novamente. Tudo parecia tão bonito lá fora, tão calmo. 
-Bom, tenho que ir. -Disse ele já se levantando-
-Gostei de falar com você, poderíamos conversar mais. -Disse apontando para o celular-
Ele me passou seu telefone e foi embora. Ele era o tipo de garoto, que não precisaria fazer muito esforço para me conquistar. Talvez ele já tenha. E com um sorriso no rosto me peguei de novo pensando no futuro. Entre todas as pessoas do ônibus, eu tive a sorte de te conhecer. Tive a sorte, de conhecer alguém. 
Você gostava de falar, de sorrir também. E talvez eu tenha encontrado um felicidade incerta nas suas palavras e nos seus sorrisos. 

10 comentários Postado por Mayara Vianar às 08:13
17 setembro 2013

Os melhores editores de fotos online

Para quem não tem muita experiencia (ou mesmo nem tem um) com o photoshop, pode recorrer aos editores de fotos online. Quando você não está no seu computador eles quebram um galhão. Além de práticos eles nem pesam no seu computador e não tem aquela trabalheira toda para baixar. (E eu agradeço, pois minha paciência para baixar algo é nula. Haha!)
Foi pensando nisso que eu separei os que eu mais uso. São os melhores para mim. :)

PicMonkey:

Quer um editor de fotos completo? Então esse é o melhor. Existem várias opções no site. Textos, fundos, texturas, efeitos e muito mais você acha por lá. Digamos que até você usar todas as coisas de lá, vai demorar. Ah! E meninas, sabe aquela foto que você saiu que nem um panda? Então, ele dá jeito. Existe um tópico que dá para você se maquiar online. É com ele que eu edito todas as fotos aqui do blog.

Pixlr Express:


Esse também é ótimo, mas é um pouco mais limitado. Nele você encontra alguns efeitos, e também algumas coisinhas diferentes. Se você quer algo bem pratico, é uma ótima opção. Pra quem não tem pratica ainda nem com onlines ou quer algo menos detalhado e mais rápido: Pixlr Express. 



Esse é bem antigo, eu sei. Mas mesmo assim continua sendo ótimo. Tem as mesmas funções de todos os outros os dois. Só não tem algumas funções, como colagem. Tira olhos vermelhos e também tem maquiagem. Eu reparei que a maioria dos efeitos dele é mais voltado para o vintage. É ótimo para você que quer muitos efeitos vintages e com praticidade.



11 comentários Postado por Mayara Vianar às 15:18
15 setembro 2013

Decoração: Imagens inspiradoras


Esses dias eu estava prometendo me livrar das tranqueiras do meu quarto. Queria dar uma cara nova para ele. Mas e a inspiração e a grana para decora-lo? Mas nem precisa de muita grana. E só questão de uma ajeitadinha aqui e ali e pronto! Um quarto arrumadinho. E fuçando a net, fui achando várias imagens bonitinhas e ideias super legais. Me inspirei e tão ai algumas ideias bem fofinhas.







5 comentários Postado por Mayara Vianar às 15:09
12 setembro 2013

O que, para você, é ser blogueira?

Os blogs, que já tem um espaço na internet, vem conquistando cada vez mais e mais espaço. Eu infelizmente não pude conhecer os blogs na época que eles eram diários. Conheci os blogs um pouco depois, na época que eles já estavam no auge e passei a cada vez mais gostar dessa atmosfera. Pouco tempo depois criei o meu. Não era muito visitado e nunca foi, desisti dele mas não desisti de ser blogueira e passei para o Quis Comentar.

É meio complicado desistir de um para passar para outro, ou nem passar. Pegamos um certo apego por aquilo que fazemos. Certo dia me perguntaram: Por que você não posta todos os dias e leva tanto tempo para voltar? Não achei rude da parte delas, então vamos falar logo. Eu não acho que eu deva voltar obrigada, e mesmo que eu volte sempre gosto de voltar com alguma novidade ou inspirada. O que é meio raro. Por isso a demora, não sou muito de persistir em algo, mas nada disso diz que desisti. Quero vir para cá quando dá vontade de verdade. Quando sinto saudades. (Ok, mas as vezes eu tô ocupada mesmo)

Algumas pessoas já me perguntaram: Esse negócio de virar blogueira dá certo? E sempre respondo: Estou tentando para ver. Mas existem várias meninas por aí que mostraram que dá sim certo. Existem meninas que  querem ser, sonham com isso, ou até já são.

Aí para fechar esse post cheio de dúvidas e explicações: O que, para você, é ser blogueira?
Eu sei que o texto deu uma reviravolta toda doida, mas é meu jeito, começar em um ponto e terminar em outro totalmente diferente, mas era isso que eu queria perguntar. :)
2 comentários Postado por Mayara Vianar às 19:43
01 setembro 2013

Contos de fadas não existem

Ela não se tornou uma princesa, nem achou seu príncipe encantado. Embora tenha visto muito isso em seus filmes prediletos: os contos de fadas. É, aqueles que tudo termina feliz, aqueles que nos iludem. E desde de pequena ela foi iludida. Sonhava, e acordava a porradas. Não, ninguém batia nela verdadeiramente, foi só uma maneira de falar o quanto a vida a enganava e a acordava para o que ela não queria ver.
Desde de muito pequena sofreu bullying. Não parecia se importar e não se importava mesmo. Isso não afetou sua infância. Ela era normal, apesar de muitas vezes, várias vezes, sua mãe ter que visitar a escola por motivos agressivos.

Logo que cresceu, também parecia normal. Mas mal sabiam eles que era uma ótima atriz. Fingia sorrisos forçados, felicidade não existente. E sempre sorria ao invés de gritar.
Já estava virando um ritual. A noite quando todos estavam dormindo, ela desabava.  Desabava sozinha. Tinha medo de julgamentos e de ouvir frases do tipo: "Sua mal agradecida! Te damos tudo. Por que ainda tá chorando?"

Era magra, o que mais estava faltando para não ser chamada de feia? Não era bonito ser magro?
Não tinha um príncipe, nem um sapo. Não tinha coroa, não tinha nada. Apenas um abismo, onde cada vez caia mais e mais, esperando talvez um dia poder voar e sair dali.
Encontrou pessoas como ela. Ficaram amigas. Duas amigas que estavam caindo.
Tão jovem e com tantos problemas. Não era livre, nem um pouco. As pessoas decidiam o que ela ia fazer, comer ou vestir. E no final sempre sorria, pois sabia que lutas seriam em vão.

Queria conversar com alguém, na verdade queria ajuda. Criou um blog, e tentou falar sobre o problema da amiga e alertar quem estava lendo. Queria ajudar quem sempre ajudou. Era um blog pequeno e vazio, combinava com ela que também era vazia, assim o blog começou a crescer e amigos passaram a lê-lo e ela se calou, pois sabia que quem estava mais perto era quem mais iria julgá-la.

E (não) foi feliz para sempre...
7 comentários Postado por Mayara Vianar às 17:36